Miíase

Miíase

A miíase, popularmente chamada de bicheira, é causada por moscas cujas larvas se alimentam de tecido animal.
Conforme a biologia desses insetos, as respectivas afecções que causam são de duas categorias:
Biontófagas - quando suas larvas são capazes de invadir um tecido vivo. Essas larvas podem invadir a mucosa sã da conjuntiva, vagina, prepúcio, ânus, não necessitando que o animal esteja anteriormente ferido. Neste grupo estão agrupadas as seguintes espécies de insetos: Callitroga americana, Dermatobia hominis e Oestrus ovis.
Necrobiontófagas - quando suas larvas invadem tecidos já afetados por necrose de outras causas. Elas se alimentam de tecido morto. Neste grupo estão moscas dos gêneros: Lucilia, sarcophaga, Phaenicia, Calliphora, Musca, Mucina e Fannia.

Sob o ponto de vista médico as miíases podem ser classificadas como:
Cutâneas - Miíases Furunculosas, produzidas pela Dermatobia homininis e pela Callitroga americana; Lesões parecidas à de furúnculos, daí o nome acima: Furunculosa.
Cavitárias -
a) Miíases das feridas - Callitroga macellaria;
b) Nasomiíases - Miíases na região do nariz;
c) Otomiíases - Localização na região dos ouvidos:
d) Oculomiíases - Localizadas na região orbital;
e) Cistomiíases - De localização na bexiga;
f) Miíases intestinais - Quando sua localização é nos intestinos.

- Informações por Dr. Carmello Thadei, tiradas do site saudeanimal

Esta é uma miíase cutânea em pata dianteira de um cão.



Conheça o caso do Van Gogh que foi resgatado
pela SOS Vida Animal com uma miíase extensa na orelha esquerda. Aproveite para conhecer o trabalho muito legal que eles realizam.


Leia mais...